Segundo o Observador Cetelem, que analisou o mercado nacional de motociclos e scooters, este é um sector marcado por um acentuado recuo nas vendas. Esta tendência negativa verifica-se igualmente a nível europeu.

Analisando o mercado europeu de motociclos e scooters poder-se-á concluir que apenas França, Alemanha e Sérvia foram excepções à tendência negativa das vendas neste sector, em 2008. Nem Itália, que apesar de constituir o primeiro mercado da Europa (com quase 400.000 veículos com mais de 50cc comercializados, em 2008) escapou a esta tendência.

Para 2009, o nível das intenções de compras não é mais animador. Os consumidores europeus mostram-se reservados e são menos numerosos face ao ano anterior a declarar que irão adquirir uma moto ou uma scooter nos próximos meses. A maior quebra verificou-se em Espanha onde as intenções de compra desceram 6%, o que constitui a maior quebra verificada a nível europeu.

O Observador Cetelem apresenta dados de inquéritos realizados em 13 países europeus a mais de 10.000 pessoas. O estudo apresenta dados de Portugal, Espanha, França, Bélgica, Alemanha, Reino Unido, República Checa, Eslováquia, Hungria, Itália, Sérvia, Polónia e Rússia. As análises e previsões foram efectuadas em Dezembro de 2008 em colaboração com a sociedade de estudos e de consultadoria BIPE (www.bipe.com). O estudo foi completado por um desk research e reúne a informação de diversas fontes em cada um dos mercados (INE, GfK, DGT, Nielsen, ANACOM, ACAP, IDP, Banco de Portugal, ASFAC, ALF e ARAC).

 

Tags: ,