• Seguro moto em Portugal: Missão Impossível

    Um estudo divulgado recentemente pela Associação Portuguesa para a Defesa dos Consumidores (DECO) às condições das apólices para veículos de duas rodas vem comprovar o que já se tinha como certo: as empresas exigem o cumprimento de inúmeros pressupostos para aprovarem os seguros e os entraves colocados são substancialmente mais do que os prescritos para os restantes veículos. De acordo com os resultados da DECO, somente três das 12 seguradoras nas quais aquela entidade fez simulações propuseram contratos «aceitáveis», no sentido não serem impostas normas excessivamente limitadoras. Contudo, o dado mais grave a reter diz respeito ao facto de apenas ser oferecido o seguro obrigatório por lei, sendo (praticamente) inexistente a possibilidade de aderir a algum que contemple a cobertura contra danos próprios, facultativo e por isso mesmo não considerado pelas empresas a actuarem neste segmento em Portugal. Embora das 15 entidades inicialmente contactadas pela DECO, oito tenham afirmado que […]

     
  • Simulação de seguro: o que ter em conta?

    A entrada em vigor da Lei das 125 fez aumentar a venda de motociclos em mais de 30 por cento, o que levou as seguradoras a terem de considerar remodelar as suas regras de concessão de seguros a estes veículos, tornando os critérios mais flexíveis. Assim, o que há alguns anos a esta parte era uma tarefa quase impossível – comprar um seguro moto – acaba de ficar mais simples, ainda que isso signifique que tenha ficado muito mais barato. Hoje em dia, já mais de uma dezena de entidades têm seguros de motos próprios, com vantagens e desvantagens que devem ser pesadas, até porque face à concorrência instalada, quem ganha é o consumidor. Mas para isso há que averiguar o mercado. Por isso, vale a pena realizar o máximo de simulações possíveis, de forma a que se consiga obter o melhor preço pelas coberturas que se pretendem contratar. O […]

     
  • Quanto custa um seguro moto?

    Não é novidade que fazer um seguro para um motociclo fica dispendioso, além de que é uma “missão quase impossível” – opinião da própria DECO. Apesar disso, com alguma persistência poder-se-á conseguir alcançar esse intento, desde que se não se desista às primeiras respostas negativas e se possua o dom da perseverança. Se encontrar uma seguradora hoje em dia é difícil, essa tarefa já foi bastante mais complicada. Actualmente é relativamente mais simples – não que seja imediato ou feito (quase) sem esforço – devido à entrada em vigor da denominada Lei das 125, instituída há oito meses atrás pelo Governo. Esta norma nacional habilita todos os automobilistas a conduzir motociclos até 125 centímetros cúbicos (cc), sem que estes tenham de realizar e aprovar no exame de condução deste veículo. O novo estatuto do condutor deu mesmo um impulso de mais de 30 por cento nas vendas de motociclos, ciclomotores […]

     
  • Dificuldade de fazer um seguro moto

    Encontrar um seguro para um motociclo nem sempre é fácil. Poder-se-á mesmo dizer que é bastante complicado, seja sob que condições for. E mesmo quando se consegue um seguro moto, o mais provável é que o valor seja quase proibitivo ou, no mínimo, muito pouco atraente. No final, acaba por ser uma árdua tarefa a procura de uma empresa que lhe faça um seguro moto, mais ainda uma entidade que, além de lho conceder, lhe ofereça um preço razoável pelas condições concedidas. Um dos maiores entraves à contratação de um seguro para a sua moto, e um dos argumentos mais usados pelas empresas, é a natureza dos riscos envolvidos. Em termos práticos, a possibilidade de ocorrências é mais de 60 por cento cento superior à possibilidade de ocorrências nos automóveis, ainda que a maioria dos incidentes seja de danos ínfimos e, na maioria dos casos, sem envolvimento de terceiros, ao […]

     
  • Seguro para Motas

    A dificuldade em contratar um seguro para motas existe há muito tempo. Devido ao risco, as companhias de seguros só aceitavam a cobertura de responsabilidade civil obrigatória, necessária para se poder circular nas estradas e normalmente era necessário ter mais seguros em carteira para se conseguir esse seguro. Até há muito pouco tempo nenhuma companhia de seguros aceitava seguros de Danos Próprios. Ainda assim, muitas colocavam graves restrições à realização de um seguro de responsabilidade civil obrigatória. Normalmente apenas se conseguia o seguro de Danos Próprios no caso de se comprar a Moto por Leasing ou ALD. Mas se não for cliente de nenhuma companhia de seguros, o que tem a fazer é reunir três declarações de recusa e apresenta-las no Instituto de Seguros de Portugal que se encargará de nomear uma para a realização do seu seguro. No entanto actualmente têm surgido no mercado novos produtos de seguro específicos […]

     
 

Produtos Recomendados